Entrevista sobre o uso da Internet na adolescência – Jornal Correio
26 de junho de 2018

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Memes, Internet e Copa do Mundo

Estamos na era da informação, isso significa que nem sempre conseguimos acompanhar tudo o que circula pela internet. São milhões de notícias compartilhadas a cada segundo, todo mundo pode ser uma fonte de dados e essa democratização é fascinante, apesar de todos os seus riscos.

Uma das coisas que mais gosto na internet é a sua intensidade, sua velocidade, a forma como as coisas podem ter uma conotação leve e criativa em relação aos meios de comunicação tradicionais.

Quando se fala em Copa do Mundo, essa democratização não poderia ser diferente. O que mais predomina em meio às notícias são os chamados ‘memes’.

Pra quem ainda não sabe, memes são fotos ou vídeos curtos com frases engraçadas, geralmente com letras grandes, que circulam diariamente pelas mídias sociais com os temas do momento ou a partir de situações inesperadas.

Me lembro da Copa do Mundo de 2014, aqui no Brasil, por ser o país sede, a primeira partida era nossa e foi contra a Croácia. Nos primeiros 11 minutos, Marcelo Silva em um ato de defesa, fez um gol contra, abrindo o placar do campeonato. Poucos minutos depois, uma enxurrada de imagens com frases já circulavam e enchiam a internet de graça.

A cada partida a criatividade era de impressionar. Agora, na Copa do Mundo na Rússia, como na Copa passada, a atenção está voltada para os jogadores. Acontece que além deles, qualquer pessoa ou situação pode se transformar em assunto e memes por todo mundo, com uma agilidade de deixar o Usain Bolt pra trás. O cabelo de Neymar, os lances de Cristiano Ronaldo, a saída da Alemanha na primeira fase, o choro do México, a derrota de Messi e da Argentina, cada jogada, momento, torcedor, vira personagem principal de uma história que enriquece a internet de novidades a todo o momento.

 

 

 

 

 

Aí você deve se perguntar: Quem está por trás dos ‘memes’?

Não, não são adolescentes de férias em casa em frente ao computador criando peças de maneira aleatória. Até tem alguns que fazem, mas o que predomina mesmo são empresas especializadas em criar e/ou administrar conteúdos, sendo eles através de páginas voltadas para diversos temas, como também existem aquelas que disseminam virais pelos quatro cantos do mundo.

Imagens e vídeos são compartilhados a cada segundo. Uma dessas empresas chegou a afirmar que por dia administra cerca de 5 mil publicações e seleciona até 1% para ser divulgada.

Anúncios publicitários, parcerias entre empresas, convites para festas e realização de eventos são algumas das moedas deste segmento, que só cresce e se profissionaliza a cada dia.

O alcance desses conteúdos é tão representativo, que até grandes marcas estão usando esse método como estratégia de marketing. Netflix, Oreo, Kit Kat, OLX, são algumas das que já usaram memes para montar campanhas e tiveram bons resultados, principalmente devido a maior conexão com seu público.

Para você que achou que meme era ‘coisa de sobrinho’ se divertindo na internet, agora já sabe que essa brincadeira há algum tempo é bem séria e que movimenta muito dinheiro entre os participantes.

Só não fale que a partir de agora não vai mais compartilhar memes do Neymar, porque pode ter patrocínio da Nike, ou porque pode ser um viral para promover uma nova marca de shampoo. Não né?

Pra mim uma coisa está valendo: com meme ou sem meme, que venha o HEXA!

Abaixo alguns memes de autores desconhecidos, outros cuja autoria está nas imagens: